Despedimentos de precários na SIBS (Multibanco)

Despedimentos de precários na SIBS (Multibanco)

30 de Março, 2020 0

A SIBS, empresa que gere o serviço de cartões multibanco e detida pelos vários bancos que operam no país, está a despedir trabalhadores precários, que asseguram serviços relevantes contratados formalmente por empresas intermediárias. As três empresas de trabalho temporário (Heading, Kelly Services e Multipessoal) que prestam serviços à SIBS, encontram-se nos últimos dias a despedir um número crescente de trabalhadores, com contratos a prazo, que estavam a desempenhar funções de backoffice na SIBS e a prestar serviços a vários bancos a operar em Portugal. Entre estes bancos, encontram-se o Banco Santander, o BPI, o Millenium BCP, o Novo Banco e a Caixa Geral de Depósitos.

Entre as denúncias, é referido que, apenas dos serviços associados ao Banco Santander foram dispensadas 13 pessoas, no dia 24 de março. O motivo apresentado para a cessação de contratos de trabalho a termo incerto é a redução do nível de serviço provocada pelos efeitos associados à crise pandémica.

A Sociedade Interbancária de Serviços é responsavel pelo sistema de cartões de débito, pela rede de máquinas de pagamento nas lojas e caixas automáticas onde se levanta o dinheiro. A SIBS tem apresentado bons resultados nos últimos anos e é uma empresa em franca expansão, com investimentos em vários países e projetos em parceria para um sistema MB Way a nível europeu. A CEO Madalena Cascais Tomé, em 2019, garantia a modernização da sua plataforma de processamento, “que é hoje única na Europa, e uma das mais resilientes, seguras e com elevado nível de performance”.