Roca encerra fábrica de Leiria e impõe banco de horas sob chantagem de despedimento

Roca encerra fábrica de Leiria e impõe banco de horas sob chantagem de despedimento

31 de Março, 2020 0

Dada a necessidade de observar as medidas de contingência, segundo várias denúncias que recebemos, a administração da fábrica da Roca em Leiria decidiu encerrar e mandou os trabalhadores para casa até ao fim do mês, com o salário base assegurado. No entanto, os relatos que nos chegam garantem-nos que a empresa impôs, sob ameaça de processo disciplinar e despedimento, que as horas que correspondem a esta paragem da fábrica fossem depois “devolvidas” em trabalho extra quando a produção fosse retomada. Dizem-nos também que a empresa poderá acionar o novo regime de “lay off simplificado” já a partir de abril. Uma das denúncias fala ainda do facto de, logo nos primeiros dias de resposta à crise pandémica, em alguns departamentos, a empresa ter imposto a rotação em turnos semanais, em que os trabalhadores ficavam “a dever” as horas da semana em que não estavam no turno decidido unilateralmente.

Esta é mais uma situação de claro abuso, em que uma grande empresa não hesita em aplicar um regime laboral de chantagem e violação de direitos básicos. Não podemos permitir que as entidades empregadoras castiguem quem trabalha. A Roca, em Portugal desde 1972, é uma multinacional espanhola, conhecida pelas loiças para casa de banho, que tem atualmente 82 fábricas em vários países e emprega mais de 24 mil pessoas.