Hotel Francis mantém funcionários a trabalhar após acionar lay off

Hotel Francis mantém funcionários a trabalhar após acionar lay off

26 de Maio, 2020 0

A administração do Hotel Francis, unidade de 3 estrelas na cidade de Beja, segundo denúncias que recebemos, está a obrigar os funcionários a continuar a trabalhar, apesar de ter acionado o regime de lay off. Segundo os relatos, a empresa recorreu ao novo “lay off simplificado” a partir de abril – pelo menos, comunicou aos trabalhadores a suspensão dos contratos de trabalho, ao abrigo do lay off, a partir de 1 de abril. No entanto, para garantir alojamento a profissionais de saúde da região, está a impor a continuação da prestação de trabalho aos funcionários. A administração terá mesmo comunicado, segundo as denúncias, que “ao abrigo do plano nacional de emergência Covid-19, houve necessidade de requisitar os funcionários que estão em lay off”. Isto apesar do regime de lay off não prever a requisição de trabalho a quem tem o contrato suspenso ou, quando se trata de lay off parcial, no tempo que corresponde ao horário (e salário) que foi reduzido. Esta situação afeta os 9 trabalhadores e trabalhadoras do hotel, recepcionistas e profissionais de limpeza.

Estes profissionais continuam assim a ter de garantir o funcionamento da unidade hoteleira 24 horas por dia, divididos em turnos de 8 horas, como habitualmente. Dado que recebem o salário mínimo, que corresponde ao valor mínimo de retribuição nos casos de lay off, continuam a receber o valor base do seu salário. No entanto, esta situação está a afetar fortemente os rendimentos destes trabalhadores e destas trabalhadoras, uma vez que não está a ser pago subsídio noturno nem de alimentação.