Movelpartes: grupo Sonae encerra fábrica em Paredes e atira 43 trabalhadores para o desemprego

Movelpartes: grupo Sonae encerra fábrica em Paredes e atira 43 trabalhadores para o desemprego

29 de Setembro, 2020 0

A administração da Movelpartes, empresa de componentes para a indústria de mobiliário do grupo Sonae Indústria com instalações em Paredes, anunciou o encerramento da unidade industrial e o despedimento coletivo de 43 trabalhadores. O encerramento foi comunicado aos trabalhadores no final do mês de Julho, numa carta em que a administração justifica a decisão com os efeitos da crise sanitária. No entanto, conforme denúncias que recebemos e foi também divulgado na imprensa, a decisão apanhou de surpresa os funcionários, uma vez que o nível de encomendas e de faturação foi mantido durante este período, nomeadamente para o seu principal cliente, a IKEA Industry Portugal. Os relatos descrevem a apreensão e o sentimento de injustiça por parte dos trabalhadores relativamente a este encerramento e ao despedimento coletivo, que terá lugar até ao final do ano.

Este é já o terceiro despedimento coletivo na empresa nos últimos anos, depois de processos em 2009 (42 trabalhadores) e 2015 (51 trabalhadores, integrando a produção de uma outra unidade do grupo, de Plamac).

O Bloco de Esquerda já questionou o Ministério do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social sobre a situação na Movelpartes, de modo a saber se houve já alguma ação inspetiva e como pretende o Governo atuar para evitar o despedimento coletivo e defender os direitos destes trabalhadores.